Câncer de mama: a Microcamp abraçou esta causa

Franciele durante palestra na Microcamp

O tema é árido, mas é necessário abordá-lo e a Microcamp não fugiu à responsabilidade de falar sobre o câncer de mama aos seus colaboradores e alunos. Nesta quinta-feira, 19, Dia Internacional do Câncer de Mama, promoveu uma palestra com a enfermeira Franciele Aparecida Vechia Dionato.  A palestra aconteceu na sede da Microcamp em Campinas, e foi transmita on line, ao vivo, a todas as escolas da rede. Ao final, Franciele abriu espaço para perguntas e a participação do público mostrou que o tema é de interesse de todos e ressaltou a importância de se debater o assunto.

 Confira alguns dados da doença apresentados pela palestrante:

  • Algumas causas de mutação das células: Tabagismo, radiação, hormônios, obesidade.
  •  Em 2016 estima-se que 56.000 mulheres foram diagnosticadas com a doença.
  •  No Brasil, o câncer de mama é o 2º tipo de maior incidência, depois do de pele não melanoma.
  •  O diagnóstico precoce responde por 82,3% de sobrevida
  •   66% dos casos são descobertos pela própria paciente
  •  A prevenção é importantíssima. As mulheres precisam praticar o autoexame, pelo menos duas vezes por semana.
  • É a doença mais comum e que mais mata mulheres em todo o mundo.
  •  A partir do 40 anos, a mulher deve fazer mamografia anualmente.
  •   Existem três tipos de tratamento: quimioterapia, radioterapia e cirurgia. Pode ser feito apenas um ou mais, dependendo do caso. O médico é quem define o que é mais apropriado.
Colaboradores participam do evento

 

 

Deixe uma resposta